Racionalidade

Brain

Definição. Racionalidade é a qualidade do racional, do lógico, a capacidade de avaliar pessoas, objetos, ambientes e fatos sob a ótica predominante do mentalsoma, ou dos atributos mentais.

Sinonímia. 1. Calculismo cosmoético. 2. Destreza mental. 3. Lógica. 4. Mentalsomaticologia 5. Criticologia. 6. Imperturbabilidade.

Autoenfrentamento. O autoenfrentamento e a superação do emocionalismo envolvem o fortalecimento do atributo antípoda, a racionalidade, mesmo durante os rompantes emocionais e surtos de imaturidade característicos das fases de transição.

Estratégia. A estratégia de superação das imaturidades e excessos baseia-se em minimizar a importância das emoções instintivas nas priorizações evolutivas, agregando valor às produções e condutas mentaissomáticas.

Autodisciplina. O investimento disciplinado nos estudos, com objetivo determinado e concentração mental é poderoso aliado na extinção do emocionalismo.

Autopesquisologia. Pela Autopesquisologia, é útil esgotar o estudo do emocionalismo no universo intraconsciencial, analisando os trafares até as últimas consequências e identificando as raízes e os fatores desencadeantes das imaturidades emocionais.

Trafor. Além do enfoque direto no problema, há o enfoque da superação do trafar através do trafor. Deslocando  a prioridade das emoções na vida diária para o mentalsoma, a consin alimenta os trafores e desnutre os trafares, sendo forçada a mudar os hábitos inúteis e as pensenizações viciadas.

Reflexão. Outro ponto importante é a expansão das reflexões da conscin, motivadas pelo estudo de obras selecionadas, de acordo com os próprios interesses. A reflexão gera racionalidade e a racionalidade gera reflexão. A leitura não será útil se não for acompanhada pelo aprofundamento das reflexões e das associações de ideias.

Autodomínio. Com o tempo e investimento, a conscin não se sente mais escrava dos impulsos subcerebrais e nem frágil ante os fatores desencadeadores dos descontroles emocionais. Não há desesperança ou o medo do fracasso. Os antigos fatores predisponentes ao emocionalismo não incomodam mais e nem são considerados ameaçadores. Surgem o autodomínio e o bom humor.

Trechos tirados do livro Contrapontos do Parapsiquismo (Cirleine Couto) 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s