Prioridades na Sua Vida Intrafísica

Prioridade

Listagem. Eis uma listagem através de perguntas, em ordem lógica, de 18 prioridades essenciais à existência holochacral de minha e sua consciência intrafísica (conscin), segundo os princípios da Conscienciologia e Projeciologia:

  1. Oxigênio. Mantenho, ininterruptamente, minhas inspirações vitais de oxigênio em ambiente troposférico sem excessiva poluição?
  2. Líquidos. Tomo líquidos nutrientes, diariamente, na manutenção do meu corpo de água, o soma, na troposfera deste planeta também de água, a Terra?
  3. Sólidos. Tenho, pelo menos, uma refeição de alimentos sólidos a cada dia?
  4. Fisiologia. Atendo naturalmente a todas às necessidades fisiológicas diárias?
  5. Higiene. Observo permanentemente a minha higiene somática e pensênica?
  6. Sexo. Sigo a biologia humana, através do desempenho diário de minha sexualidade ativa, para ficar livre da carência afetivo-sexual?
  7. Exercícios. Exercito-me fisicamente, com regularidade, a fim de prevenir-me contra o sedentarismo, a inatividade e a desmotivação alienante?
  8. EV. Instalo o estado vibracional (EV) profilático quando quero, a qualquer momento, objetivando manter-me energeticamente compensado?
  9. Profissão. Exerço um trabalho de subsistência econômico-financeira para afastar todo parasitismo interpessoal, grupal ou social?
  10. Discernimento. Coloco o meu discernimento acima de todos os meus talentos, minha boa intenção e minha vontade?
  11. Cultura. Amplio e aprofundo os meus conhecimentos dentro de uma cultura pessoal, desrepressora, interdisciplinar, generalista, planificada?
  12. Parapsiquismo. Reeduco-me quanto às minhas ECs, ou energias conscienciais, aos fenômenos anímicos e aos fenômenos parapsíquicos em geral?
  13. PCs. Produzo projeções conscienciais lúcidas no aproveitamento possível de horas inevitáveis de repouso compulsório do meu soma?
  14. Assistência. Esforço-me para obter a condição, deliberada, de isca intra e extrafísica, energética, assistencial e autoconsciente, em favor de outras consciências?
  15. Tares. Coopero, assistencialmente, com outras consciências através da tarefa multidimensional, sofisticada, do esclarecimento (tares)?
  16. Conduta. Busco princípios pessoais maduros para viver, na qualidade de ser social dentro de uma conduto cosmoética aberta?
  17. Proéxis. Cumpro, pouco a pouco, o meu programa para esta existência intrafísica (proéxis) estabelecido antes do meu atual renascimento humano?
  18. Serenismo. Organizo-me, hoje, objetivando alcançar a condição magna do serenismo consciencial no futuro possível, sendo primeiro um epicon lúcido e, logo depois, uma ser desperto?

A autoconscientização multidimensional (AM) cria o amor perene.

Fonte: VIEIRA, Waldo; 700 Experimentos da Conscienciologia; 1.058 p.; 700 caps.; 147 abrevs.; 600 enus.; 8 índices; 2 tabs.; 300 testes; glos. 280 termos; 5.116 refs.; alf.; geo.; ono.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1994; página 567.

10 Dicas para Otimizar o DESASSÉDIO

Esnobando o assediador

Quando se faz posicionamentos visando o desassédio pessoal, através da cisão de grupos patológicos afins, é comum que ocorra um aumento da pressão extrafísica feita pelas consciências doentias que ficam inconformadas com a mudança de postura. Ou seja, para um desassédio mais sério e trabalhoso ser eficiente, é necessário bancar as cobranças assediadoras, nessa fase de gargalo, que visam que o indivíduo volte atrás na sua decisão. Segue abaixo 10 dicas resumidas para ajudar nessa fase pós-desassédio:

 1. Aprenda a ignorar as queixas. Em um processo de desassédio são comuns as reivindicações, gritarias, queixas, acusações e reclamações gerais. Deixe essas pressões assediadoras entrarem por uma orelha e saírem pelo paraouvido. Maturidade também é saber ignorar sem alteração emocional. Não perca seu tempo argumentando ou discutindo frente a irracionalidade inamovível do assédio. Importante ressaltar a regra de nunca revidar, seja qual for a situação (megafraternidade).

 2. Seu microuniverso é impenetrável. Lembre-se que nada e nem ninguém poderá invadir e perturbar seu universo íntimo se for sua vontade real. A volição (vontade) é o maior poder de sua consciência e você pode manter-se isento por quanto tempo achar necessário. Em hipótese alguma transfira sua autonomia para as mãos de outra pessoa. Não importa o tamanho ou a influência assediadora: você tem a capacidade de se manter intocado e impermeável. Não existe um nível de pressão que seja insustentável.

 3. Aprenda com seus erros, sem culpa. Estar em uma situação de desassédio significa estar superando imaturidades, fragilidades ou fissuras. Não fique remoendo seus erros e o que você “devia” ter feito no passado: o desassédio está sendo feito agora. Estamos nessa série existencial (seriéxis) justamente para superar nossas deficiências. Use seus erros como trampolim evolutivo. Não se lamente do passado e apenas focalize aonde você quer chegar.Erros não são pecados, são aprendizados.

 4. Tenha paciência dobrada com familiares e pessoas próximas. Ao se posicionar em um desassédio profundo e muito sério, é comum amigos e familiares buscarem te irritar e incomoda-lo sem uma “razão aparente”. Isso é o efeito ricochete causado por consciências assediadoras que, por não conseguirem atingi-lo diretamente, usam da distração e da inocência de pessoas próximas para tentar perturba-lo. Não acuse nem fique ressentido com ninguém: apenas mantenha sua postura de harmonia e entenda que eles estão sendo usados sem perceberem a intrusão.

 5. Aumente suas posturas defensivas. Justamente nos momentos mais necessários, muitos acabam negligenciando ou “esquecendo” das manobras energéticas autodefensivas. Para otimizar o autodesassédio, nada melhor do que intensificar, o máximo dentro de suas potencialidades, os recursos energéticos: olve, estado vibracional, encapsulamentos, assepsias energéticas, entre outros. Cabe ressaltar que, entre as posturas defensivas, também tenha atenção redobrada no trânsito e evite atitudes de risco.

 6. Atenção total aos patopensenes. Quando a circunstância de um desassédio ainda está sendo sedimentada (gargalo) é preciso ter atenção máxima aos pensenes tóxicos, as ruminações mentais e as alterações repentinas de humor. A cosmoética sinaliza para não pensarmos mal de ninguém em momento algum, especialmente, quando há assediadores latentes e inconformados com sua perda de influência. Pensamentos inconvenientes devem ser ignorados e, se possível, reparados com trabalho energético.

 7. Mantenha a conexão com os amparadores. Em momentos de pressão extrafísica o contato com os amparadores é feito, principalmente, do ponto de vista da mentalsomática e da assistencialidade. Esqueça orações, pedidos e clamores. Dessa forma, o envolvimento ou a continuação de trabalhos de escrita, pesquisa e tarefas do esclarecimento são fundamentais até mesmo para a homeostase pessoal. Nenhum amparador pratica revanche ou vingança.

 8. Tenha sempre em mente suas metas. Nos momentos de dificuldade, lembre-se de onde você quer chegar e das suas metas que exigem renovação. Visualize suas autossuperações e siga em frente. Nenhum assediador, guia cego ou patopensene externo é capaz de desvia-lo do seu caminho. Com pacificação íntima, deixe de pensar no pior ou no que pode dar errado e focalize sua atenção no que pode dar certo com otimismo e sabedoria de quem sabe que a serenidade está a caminho.

 9. Utilize a técnica da alcova blindada. Se você já aplica a técnica, reforce-a. Para quem não está habituado, o procedimento consiste em fazer estados vibracionais (EV) e exteriorizações energéticas no quarto de dormir a fim de, com o tempo, tornar o ambiente blindado, isto é defendido de energias e consciências entrópicas. Naturalmente, esse recurso exige esforço e tem relação direta com a harmonia conjugal e sexual do casal. Você tem sua casa como um local energeticamente seguro?

 10. Faça atividades físicas e lúdicas. Dependendo do caso, pode ser importante diminuir a carga de trabalho e dar mais atenção a pequenos prazeres e atividades lúdicas com finalidade terapêutica, sem contar que a atividade física também desintoxica e oxigena o corpo físico. Esse tipo de recomendação, associado aos nove itens já listados, produz um efeito mais intenso ao relaxamento físico e holossomático. Exercício físico é importante e certa dose de endorfina só traz benefícios.

  Por Alexandre Pereira | Fonte

Estado Vibracional (EV) – Você já fez as contas?

Um violonista precisa de aproximadamente 3 anos treinando cerca de 2h diárias a sua coordenação motora para desenvolver uma habilidade musical satisfatória. Quantos bons violinistas vemos por aí? Sinal de que não é um desafio tão grande tornar-se um bom músico.

Assim é com qualquer habilidade: ao tentar desenvolver um novo habito e com desenvoltura satisfatória, precisamos investir tempo e atenção no que queremos aprender.

Os fatos tem apontado que pra uma pessoa dominar razoavelmente bem o fenômeno do Estado Vibracional, é necessário aproximadamente 2 anos de práticas ininterruptas de 20 EV’s diários. Parece muito? Vamos fazer as contas?

Durante cursos como o CIP, nas partes práticas, investimos cerca de 5min para que o aluno chegue ao Estado Vibracional. Conversando com uma professora, confirmei as minhas observações parapsíquicas tem demonstrado de que este tempo é o suficiente para o aluno chegar a algum resultado em relação ao Estado Vibracional durante a aula.

Portanto, levando em consideração que uma pessoa totalmente destreinada pode chegar ao Estado Vibracional em 5min, se fizermos 20 EV’s por dia, precisaremos de uma média de 100min ou 1h40min diários de exercícios energéticos para se atingir uma condição satisfatória de sustentabilidade energética em 2 anos.

Enquanto um violonista demora 3 anos treinando 2h por dia, uma consciência que visa desenvolver seu parapsiquismo assistencial precisa de apenas 2 anos treinando apenas 1h40min por dia.

 Quanto vale 1h40min do seu dia?

Por Bruno Delgado

 *O que é o Estado Vibracional?

Estado Vibracional (EV)

Definologia. O estado vibracional (EV) é a condição técnica de dinamização máxima das energias do energossoma, além das vibrações lentas do soma, por meio da impulsão da vontade e Parametodologia específica, a fim de manter a Paraprofilaxia na autovivência cosmoética, evolutiva, da consciência.

Estado vibracional – dinamização máxima das energias

O estado vibracional é obtido movimentando-se as energias conscienciais pessoais da cabeça aos pés e dos pés à cabeça, em circuito fechado, a partir da vontade, intensificando-se o fluxo energético até que toda a psicosfera vibre intensamente. É uma técnica que possibilita promover o desbloqueio energético; a autodefesa energética; a assepsia energética de um ambiente; e o preparo para a aplicação de outras técnicas parapsíquicas.

A prática diária do Estado Vibracional outros benefícios tais como o desenvolvimento do parapsiquismo, a conquista de maior lucidez no cotidiano, a não assimilação de energias negativas, a assistencialidade sadia, a melhoria da qualidade dos próprios pensamentos, sentimentos e energias e a concentração mental.

Confira um vídeo didático sobre a Mobilização Básica de Energias (MBE):

Clique aqui para assistir

Algumas perguntas técnicas sobre o EV:

Agente. Quem produz o EV? Os princípios evolutivos ou conscienciais, mais particularmente as conscins, ou consciências intrafísicas, todos os seres humanos. O EV, quando de
alto nível, só funciona sponte sua.

Tempo. Quando sobrevém o EV? A qualquer momento, dependendo da força de impulsão da vontade da conscin. Você é o patrocinador da própria proéxis.

Causa-efeito. Por qual razão se instala o EV? Em função de a consciência existir além da energia. A vontade intensifica as ECs (Energias Conscienciais) da conscin.

Recursos. Com quais elementos se produzem o EV? Com a impulsão da vontade, a soltura do holochacra, ou energossoma, e o maior domínio na manipulação das próprias ECs.

Fim. Por qual razão vale o esforço de se instalar o EV? A fim de se alcançar a profilaxia e a autodefesa energética maior, fazer acoplamentos áuricos, assins e desassins, a blindagem da alcova, minimizar a assedialidade, depurar os pensenes (enes), produzir holorgasmos, e outras ações evolutivas magnas. O EV profilático é praticado ad cautelam.

OS FATOS APONTAM SER A INTERASSEDIALIDADE
DOENTIA A MAIOR PATOLOGIA DA HUMANIDADE NA
TERRA. O EV E A PROJEÇÃO CONSCIENTE DESLINDAM
TODOS OS CASOS DE ASSÉDIOS INTERCONSCIENCIAIS.

Extraído do verbete Estado Vibracional (EV)