Projeciologia

A Projeciologia é um subcampo ou especialidade da ciência Conscienciologia, que estuda as projeções da consciência para fora do corpo físico, ou seja, as ações da consciência (ego, self ou personalidade humana) em dimensões não físicas, livre do restringimento do corpo biológico. A ciência Projeciologia também investiga outros fenômenos projeciológicos, tais como: bilocação, clarividência, experiência de quase-morte (EQM), intuição, precognição, retrocognição, telepatia, entre outros. O termo projeciologia vem do Latim, projectio, projeção e do Grego, logos, tratado.

O fenômeno projetivo é relatado desde a Antiguidade nas mais variadas culturas. Vem desde as chamadas iniciações no período Antigo, o culto ao kha do antigo Egito, o homo duplex descrito pelo escritor francês Honoré de Balzac, até a recente denominação, ainda mísitica, conhecida por desdobramento ou projeção astral.

Hoje, denominado de projeção da consciência ou experiência fora do corpo (out of-the-body experience – OBE), por cientistas e pesquisadores, o fenômeno passou a ser estudado de modo científico, propiciando a autopercepção de que é natural e fisiológico, e de que ocorre com todas as pessoas independente de seu conjunto de valores, credo, raça, sexo, idade, classe social e nível cultural, classificando-se como fenômeno universal.

A ciência Projeciologia foi proposta em 1981, a partir da publicação do livro Projeções da Consciência, de autoria do médico e pesquisador Waldo Vieira, projetor consciente desde os 9 anos de idade. Em 1986, Waldo Vieira publica o tratado Projeciologia – Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano, hoje (2010), em sua 4ª edição, com 1232 páginas e 2040 referências bibliográficas, sendo considerado uma referência internacional sobre o estudo da projeção consciente.

Pesquisas internacionais indicam que a projeção de modo consciente é alcançada e vivida por milhões de pessoas em todo planeta. Todos nós saímos do corpo, normalmente quando dormimos. No entanto, para a maioria da humanidade, falta lucidez durante a experiência extracorpórea e rememoração do fenômeno projetivo vivenciado. Por essa razão, muitos pensam que a projeção não existe. E por não trazerem dela uma lembrança clara, confundem-na com sonhos.

“Sair do corpo humano, com lucidez, é a mais preciosa e prática fonte de esclarecimentos e informações prioritárias acerca dos mais importantes problemas da vida, elucidando-nos sobre quem somos, de onde viemos e para onde vamos.” (Waldo Vieira, Nossa Evolução, 1997).

Diferenças entre sonho e projeção

Nos sonhos, assim como no devaneio, imaginação, alucinação, desequilíbrio mental ou distúrbios psicofisiológicos, não temos controle sobre nossas ações. Entretanto, na projeção consciente, atuamos por nossa própria vontade e determinação. Há várias pesquisas evidenciando as diferenças entre a projeção e esses estados alterados de consciência.

Veículos de manifestação

A consciência utiliza vários corpos ou veículos para se manifestar. O corpo humano ou soma é o veículo mais denso, percebido pelos sentidos físicos, quando estamos acordados, durante a vigília, momento em que todos os veículos de manifestação encontram-se em coincidência, encaixados uns nos outros. Durante o sono ou através de relaxamento físico, por exemplo, estes corpos se desencaixam ou entram em descoincidência, possibilitando à consciência, projetar-se para fora do corpo físico e atuar a partir de outro corpo, mais sutil ou menos denso, o corpo emocional ou psicossoma. O corpo físico permanece dormindo, inanimado, vazio de consciência, sendo mantido apenas pelas funções autônomas biológicas. Enquanto isso, a sede da nossa consciência que se encontra no psicossoma, pode atuar livremente, em outras dimensões. Há ainda a manifestação através do corpo mental ou mentalsoma, sinalizando maior nível de lucidez e racionalidade e menos emotividade. A manifestação da consciência é também bioenergética, quando utiliza o corpo energético ou energossoma, responsável pela saúde e vitalidade. Ao conjunto de todos esses corpos (soma, psicossoma, mentalsoma e energossoma) denominamos holossoma.

Durante uma projeção consciente, é comum a pessoa sentir-se flutuando acima de seu corpo físico. Outras vezes, ela é capaz de ver o próprio corpo adormecido no leito. O projetor também pode sentir vibrações agradáveis em todo corpo, sons ou ruídos dentro da cabeça, sensação de queda-livre, incapacidade temporária de mover o corpo físico, sensação de inchar ou inflar como balão e vários outros sinais correlacionados ao fenômeno projetivo.

Tipos de projeções

Quase sempre nossas projeções ocorrem de modo involuntário ou espontâneo, durante o sono natural ou até mesmo durante um simples cochilo. Em outros casos, a projeção consciente ocorre em situações críticas, como é o caso das Experiências de Quase-Morte (EQMs), tipo de projeção forçada, compulsória ou patológica, causada por traumas orgânicos, acidentes físicos e comum a pacientes terminais ou sobreviventes da morte clínica.

A Projeciologia propõe técnicas projetivas para que o interessado obtenha projeções conscientes voluntárias, sadias e planejadas. Esse tipo de projeção oferece maiores índices de lucidez e rememoração, auxilia o indivíduo a desenvolver o autodomínio emocional, a perder o medo da morte, a repensar seus valores, a dinamizar o autoconhecimento e a entender sua real procedência.

http://www.iipc.org.br/ciencias/projeciologia.php

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s